Fashion

29 de set de 2017

IT "A Coisa": Só eu que não achei tanta coisa assim?

Postado por Bau Trash  



A cada 27 anos, uma criatura que vive nos esgotos de uma pacata cidadezinha dos EUA, sai da hibernação para se alimentar. Suas vítimas são crianças e adolescentes que são apavoradas pela criatura, pois a mesma só pode devorá-las se elas tiverem medo dele ( Legal né?). O filme é baseado no livro de Stephen King, que teve uma versão feita para a TV em 1990, chamada "IT-Uma obra prima do medo" e um remake agora em 2017. É justamente sobre o remake que irei falar.

Desde a produção de "IT-A Coisa", houve uma grande expectativa de todos os fãs de King e da grande promessa de que seria feito um filme digno do gênero: terror! Desde sua estreia nas telonas, o filme foi "vendido" como o filme mais aterrorizante do ano com elogios de público e crítica.

Fui ao cinema com grande expectativa, principalmente porque nunca tinha assistido á versão de 1990 em nem lido o livro. Minha mente estava "livre" de fazer comparações. 


Spoilers á frente!!!

Logo no início do filme somos brindados com uma cena de desmembramento e muito gore! Fiquei chocado com a coragem da cena e logo pensei: "esse filme vai ser sensacional!". Para a minha decepção a única cena forte do filme foi essa mesmo. 

O que se seguiu depois foi um filme de aventura adolescente no melhor estilo "Stranger Things". Não que isso seja ruim, pelo contrário, (eu curto demais a série da Netflix e to aguardando ansiosamente a 2 temporada), o problema é que eu acreditei que a cena inicial fosse ditar o ritmo do filme. Coisa que infelizmente não acontece.


(Vou te devorar...não...pera...você não tem medo de mim? Então vai flutuar...)

A segunda morte acontece um pouco depois, quando a coisa mata um dos pentelhos que ficam fazendo bullyng nos protagonistas (já foi tarde, he,he). Uma morte que o espectador deduz, porque a cena não mostra (acabou a coragem já na segunda morte?). E então fica só nisso! Quê???É isso mesmo. São apenas essas as duas vítimas do palhaço!!!! 

Eu até pesquisei pra ter certeza de que eram somente essas mortes mesmo e achei um vídeo no youtube: "Todas as cenas de morte do filme IT 2017" e é só isso!!! (a cena em que Henry mata o pai não conta, porque não foi o Penyywise que matou, ele apenas o influenciou e até agora eu não entendi o por quê?). Quer dizer que a tal criatura sai pra se alimentar, depois de 27 anos, e não come mais ninguém??? A fome passou???

Ahhhh mas a coisa só mata se a pessoa estiver com medo dela. E porque então não matou Stanley (o menino judeu?) quando teve chance??? Mas medroso do que ele não tinha! Era de longe o mais medroso do grupo. Na cena inicial George teve o braço arrancado pelo simples fato de temer que o irmão fosse brigar com ele por ter perdido o barco. Aí na cena em que Penyywise está com os dentes cravados no rosto de Stanley, ele foge só porque o restante do grupo chegou e pegou ele no flagrante (???????) Seria medo da lanterna? Vai saber.



(Hoje eu não mato mais ninguém...meu negócio é dançar.)


Os mesmos dentes bizarros que desmembram um personagem, deixa muito mal leves arranhões no rosto do outro (???) Pode ver lá nas cenas finais que Stanley tá lá, inteirão! Não faz o menor sentido. Do mesmo modo, porque a coisa não matou Eddie, o menino hipocondríaco, quando ele estava caído e indefeso com o braço quebrado? Ele estava apavorado! 

Penyywise leva uma semana pra decidir se vai devorar ou não o menino, e então com a chegada de Richie e Bill, ele para o que está fazendo pra bater um papinho com eles. Não seria mais coerente arrancar a perna de Eddie e deixar os outros dois apavorados pra então devorá-los também? A sensação que eu tive assistindo ao filme, é de que a tal coisa ficou o tempo inteiro brincando com a comida.





Os personagens são extremamente carismáticos e profundos. Logo de cara simpatizamos com todos eles. Todos tem uma estória bem trabalhada na trama. Destaque para o personagem de Finn Wolfhard (Richie Tozier), o astro de Stranger Things, que de longe é o melhor de todos com suas tiradas ácidas. Alguns deles enfrentam problemas complexos, como racismo e abuso sexual, e o personagem de Finn é o alívio cômico no meio disso tudo. 

Na minha opinião o filme não tem nada de assustador e está longe de ser ser tudo isso que a mídia diz ser. Mas isso não significa que o filme seja ruim, pelo contrário, o filme é muito bom e divertido. Uma excelente produção que nos remete aos bons tempos dos filmes das décadas de 80 e 90. Que chegue logo 2019 pra assistirmos a continuação e que ela seja tão boa ou ainda melhor que o primeiro.


































13:38 Compartilhe este artigo:

Dicas e análises sobre temas relacionados ao horror, ficção científica e fantasia.

0 comentários:

Obrigado pela sua participação. Seu comentário estará disponível após ser aprovado.

Proudly Powered by Blogger.
back to top